Event

DIÁLOGO 1: DIABETES, ENERGIA E USABILIDADES – ALTERAR HÁBITOS E COMPORTAMENTOS

19 DEZEMBRO 2012, 14H-21H
SPORT CLUBE INTENDENTE
LARGO DO INTENDENTE 52, LISBOA

ALTERAR HÁBITOS E COMPORTAMENTOS

O primeiro evento, a ter lugar a 19de Dezembro de 2012 no Sport Clube do Intendente, tem por base projetos em curso, conduzidos por estudantes e investigadores universitários na zona da Mouraria e outros bairros em processo de reabilitação urbana em Lisboa, como lançados desde Setembro de 2012. A discussão terá por base recentes avanços conceptuais e empíricos relativamente a dinâmicas de mobilização de atores sociais em bairros críticos, assim como a formação e capacitação de recursos humanos, de modo a contribuir para clarificar de que forma o desenvolvimento de estratégias baseadas em conhecimento pode facilitar a modernização de zonas urbanas de elevada vulnerabilidade, incluindo a sua resiliência socioeconómica e formas de inovação pelos utilizadores.

O diálogo realiza-se no quadro de trabalho de projeto experimental de engenharia em contextos distintos. Incluem-se projetos de introdução à engenharia por estudantes do 1º ano de Engenharia Mecânica do IST, assim como projetos de estudantes do mestrado do mesmo curso. No primeiro caso, os estudantes "observaram" usabilidades típicas da zona da Mouraria, em Lisboa, e propuseram novos produtos e sistemas, após discussão com a população local. No segundo caso, foram selecionados dois tipos de riscos emergentes de natureza distinta e estudadas soluções para facilitar a alteração de hábitos, praticas e comportamentos. A mitigação do risco crescente de diabetes, como uma doença "não comunicável" com especial incidência em populações envelhecidas e vulneráveis, exige a adopção de hábitos adequados de alimentação e exercício físico, que requerem praticas diárias que vão muito para além da divulgação de informação. A utilização de bicicletas como equipamentos de exercício físico juntamente com a produção de sumos de frutos (i.e. "Smoothie Byke") é testada como meio de intervenção para a prevenção dos diabetes.

Adicionalmente, a adopção de praticas e hábitos de baixo consumo de energia é discutida com base em projetos específicos em ambientes domésticos e em espaços públicos. O conceito de "utilização inteligente de energia", designadamente através da implementação de "Smart Tascas" e "Smart Homes" é testado como meios de intervenção para a redução do consumo de energia, respectivamente em restaurantes/tascas e em ambientes domésticos.


PROGRAMA: 4ªf, 19 de Dezembro, 14h00-21h00 (PRELIMINAR – DETALHES A CONFIRMAR)

DIABETES, ENERGIA E USABILIDADES – ALTERAR HÁBITOS E COMPORTAMENTOS

Café, 13h30

Abertura, 14h00
Manuel Heitor (IN+/IST-UTL), Coordenação
João Menezes (CML – GABIP Mouraria)
Muriela Padua (IN+/IST-UTL)


Sessão 1: Observações e usabilidades

Introdução – Observar a Mouraria, Farzaneh Eftekhary

Breve apresentação de projetos por estudantes do 1º ano de Engª Mecânica, IST:
  • Projeto 1: Elevador de mercadorias; Ricardo Marques, Carolina Godinho, Hugo Fernandes

  • Projeto 2: "Anti-sleepery mouraria"; Francisco Martins, Mário Pelicano, Daniel Esteves

  • Projeto 3: "Mouraria Carts sheffeler"; Duarte Rolim, António Almeida, José Loureiro

  • Projeto 4: "IStendal"; Catarina Romão, Ruben Mendes, Aline Peres

  • Projeto 5: Contentor e prensa de cartão; Pedro Jacinto, Paulo Almeida, Luis Mira

  • Projeto 6: Descanso mecânico; Celmar Garcia, Rodrigo Martins, Pedro Rodrigues



Discussão:
Nuno Franco (Associação Renovar a Mouraria)
Francisco Miranda (O nosso SPOT)
Inês Andrade (Associação Renovar a Mouraria)
Marina Subtil (Associação Amigos de Olivais Sul, AAOS)
Daniel Rego (ICIST/IST, Grupo de Arquitetura)
Joana Neto, Duarte Magalhães, Pedro Santos (Forum Mecânica, IST)
Miguel Amaral (IN+/IST-UTL)

Debate


Sessão 2: Mitigar o risco de diabetes: bicicletas, hábitos e comportamentos

Estudo Comparado – "smoothie bike", Farzaneh Eftekhary

A experiencia da POST, Sandro Araújo (Bike Pop / POST Coop)

Breve apresentação de projeto por estudantes do mestrado em Engª Mecânica, IST:
  • "fresh smoothie bike", Nuno Rodrigues


Discussão:
João Raposo (Diretor, Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal - APDP)
Noémia Silveiro (Diretora, Programa " Saúde Próxima"; St. Casa da Misericórdia de Lisboa)
Muriela Padua (IN+/IST-UTL)
Adriana Freire (Cozinha Popular)
Joana Oliveira (Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal - APDP)
Pedro Lemos (Lux)
Hélder Santos (Associação Conversas de Rua)
Marina Subtil (Associação Amigos de Olivais Sul, AAOS)
Rosa Félix (Instituto geográfico Português)
Edgar Fernandes (IN+/IST-UTL)

Debate

Café, 16h30


Sessão 3: Estimular a utilização racional de energia: casas, tascas, hábitos e comportamentos

Introdução: Carlos Silva (IN+/IST-UTL) e Maria João Rodrigues (ADENE)

Breve apresentação de projetos por estudantes de mestrado do IST:
  • "Smart Tascas", Bo Wellhausen, Linda Rehnen

  • "Net Zero Building, NZEB", Jonathan Rabus, Joachim Loy, Alessio Rubini, Nuno Bastos


Discussão:
Miguel Feliz (ADENE, Agencia para a Energia)
Miguel Águas (Lisboa E.Nova)
Rita Paleta (IST, doutoranda, Sistemas Sustentáveis de Energia, Programa MIT-Portugal)
Filipa Bolotinha (Associação Renovar a Mouraria);
Sandra Sousa (GERBALIS)
Teresa Heitor (ICIST/IST, Grupo de Arquitetura)
João Menezes (CML – GABIP Mouraria)


Sessão 4:

Mesa Redonda:
"Riscos e resiliência – Diabetes e energia: alterar hábitos e comportamentos em contextos urbanos"

Objectivo: aprofundar o debate sobre experiencias e casos diversificados de percepção pública de riscos e consequente promoção de formas de resiliência social e económica. Pretende-se um debate livre de ideias, com intervenções muito curtas, na forma de um diálogo, sobre os desafios da compreensão pública da ciência e de formas de mudança tecnológica em associação com formas de inovação pelos utilizadores, no que respeita ao impacto na alteração de hábitos e comportamentos em contextos urbanos particularmente vulneráveis.
  • O contexto da Mouraria: João Menezes (CML – GABIP Mouraria)

  • O que sabemos e não sabemos sobre a mitigação dos riscos de diabetes: João Raposo (Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal - APDP)

  • Gestão do risco em doenças não comunicáveis: Muriela Padua (IN+/IST-UTL)

  • O papel dos vários atores na percepção pública sobre novas terapias: Daniela Couto (Cell2B)

  • O que sabemos e não sabemos sobre o uso de energia: Filipe Vasconcelos (ADENE, Agencia para a Energia)

  • O uso de energia - Lisboa em comparação internacional: Paulo Ferrão, Carlos Silva (IN+/IST-UTL)

  • A mobilização social para o uso sustentável de energia: Luísa Schmidt (ICS-UL)

  • A compreensão pública da ciência e tecnologia – desafios e oportunidades: Rosália Vargas (Ciência Viva)

  • Resiliência, atores e utilizadores – a inovação pelos utilizadores: Pedro Oliveira (UCP)

  • Estimular comportamentos para além da divulgação de informação: Ana Covinhas (Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal - APDP)

  • Mobilizar as famílias mais vulneráveis - uma experiencia: Francisco Miranda (O nosso SPOT)

  • Oportunidades para estimular a participação pública: Hélder Santos (Associação Conversas de Rua)

  • Inovar na Mouraria: Inês Andrade (Associação Renovar a Mouraria)

  • Inovar nos Olivais: Marina Subtil (Associação Amigos de Olivais Sul, AAOS)


Debate

Jantar, 19h30
Um jantar informal "com debate ideas", mas também com um menu adequado á discussão sobre hábitos e praticas alimentares em contextos diversificados, salvaguardando dietas que promovam a prevenção dos diabetes.

Menu e organização: José Pinto Ribeiro (IN+/IST-UTL)

Fecho, 21h


COORDENAÇÃO CIENTÍFICA

MANUEL HEITOR, MIGUEL AMARAL, Muriela Pádua
Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento, IN+; IST, Lisboa


ORGANIZAÇÃO

NATÁLIA DIAS, JOSÉ PINTO RIBEIRO
Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento, IN+; IST, Lisboa